terça-feira, 5 de abril de 2016

Dica de filme: Sobreviventes!

E ai time, beleza?
Na última semana dei mais uma garimpada no catálogo da Netflix, em busca de filmes que tratem de sobrevivência na selva.

Pra minha sorte, encontrei um filme chamado "Sobreviventes", uma historinha canadense que me surpreendeu pelos rumos tomados na história (talvez pelo ranço dos terrores americanos que colocam serial killers até embaixo dágua...).
O filme se inicia com um casal de namorados que se dirige a um parque florestal no sul do Canadá (possivelmente na província de Ontario, onde há uma série de parques chamados de Provincial Park). Alex é experiente em trilhas, Jenn é advogada e nunca acampou. Ele se considera o Bear Grylls, carregando até machadinha da Gerber e dizendo saber acender uma fogueira sem fósforos, ela nunca acampou e morre de medo de que algo possa dar errado, levando spray de pimenta, sinalizador e apito.
Tomam um barco até outro ponto do parque, onde começam a trilha a pé. Passam por visitantes que estão voltando, e seguem até o primeiro ponto próprio para acampamento (indicado com uma placa). Lá Jenn se encontra com um estranho, que faz diversas perguntas e deixa o casal inseguro.
A partir daí o filme começa a dar indícios de que o perigo nem havia começado, pois eles acampam mais uma noite na qual ouvem barulhos estranhos (que acham serem esquilos) e ao acordarem, descobrem que era algo muito maior...
E é necessário um terceiro dia para eles descobrirem que estão perdidos e não fazem a mínima ideia de onde estão (primeiro clichê: o Bear Grylls não comprou o mapa e jogou o telefone da namorada fora, pq queria aventura!!).
Então ela insiste em voltar, fala que foi a pior ideia da vida, etc, etc, etc! Mas ele queria pedir ela em noivado! Porra, qual mulher não se derreteria? E começam a voltar, mas perdidos, precisam dormir novamente na floresta! E quando acordam, o que está na frente da barraca?
Um urso pardo, o terror da América do Norte!

Daí o filme ganha muitos tons vermelhos, sangue saindo profusamente de pernas, de braços, de costelas, de dedos...
Sem contar o final do filme, o que interessa é a mensagem passada a partir deste ponto: um dos componentes do casal morre (brutalmente), e o outro fica sozinho na floresta, sangrando, com fome, sede e um urso pardo no encalço!
O "não desistir" é a mensagem principal da história, pois a saída, o resgate, uma cabana de caça ou um vilarejo pode estar após a próxima árvore! Além disto, os (poucos) conhecimentos que o sobrevivente adquiriu são fundamentais para a manutenção da própria vida!

Como nosso trabalho aqui é ligar a ficção à realidade e aprender como não ter o mesmo destino de alguns protagonistas das histórias assistidas, seguem algumas capacidades de dos ursos pardos:
  •  São criaturas extremamente inteligentes, capazes de utilizar pedras, galhos e outros objetos para executar tarefas, sendo comparados a humanos de 3 anos, bem como a golfinhos, elefantes, baleias, corvos e primatas;
  • Podem chegar a quase 4 metros de altura, pesando quase uma tonelada (caso do urso de kodiak);
  • São extremamente fortes e resistentes, podendo levantar objetos pesados, destruir carros completamente, serem atropelados e não sofrerem um único arranhão, tomarem tiros e continuarem avançando contra o agressor, escalar árvores em busca de alimento, arrancar membros com patadas e mordidas que podem arrancar a cabeça de uma vítima;
  • São bem mais rápidos que humanos, podendo alcançar 64 km/h (Usain Bolt chega somente a 44 km/h);
  • Possui o melhor olfato do planeta, sendo capazes de detectar presas a mais de 1 km de distância. Dizem que quando uma agulha cai na floresta, a águia vê, o cervo escuta e o urso sente o cheiro;
  • Podem passar 5 a 6 meses hibernando no inverno.
Desta forma é possível ter uma ideia de como tais criaturas podem ser mortais num encontro na floresta, e é necessário estar preparado para um encontro como este caso você esteja nas florestas norte americanas:
  • Identifique a postura do urso, se ele está atacando de forma defensiva, predatória ou apenas curioso, isso ajudará a tomar a melhor decisão sobre o que fazer para escapar do ataque:
  1. Ataque defensivo do urso-negro: o urso que está se defendendo tende a dar golpe e tentar mordê-lo. No entanto, é menos provável que ele atinja a sua cabeça ou seu pescoço (a mordida fatal). Ataque predatório: o urso que está faminto, muitas vezes, "encontra" você, e pode ter te perseguido. Ele vai morder direto na sua nuca e na parte superior da sua cabeça. Ele vai agarrá-lo em um "abraço de urso", enquanto te morde. Ele não vai desistir de continuar a atacá-lo.
  2. Ataque defensivo do urso-pardo/cinzento: o urso pode fugir ou fazer uma série de ataques de blefe para testar a sua ameaça. A ferocidade do ataque pode ser determinada pela posição das orelhas. Quanto mais as orelhas do urso forem para trás, mais grave é a sua intenção de atacar. Outros indicadores de um ataque prestes a ocorrer são o pelo se levantando na parte de trás de seu pescoço e nas costas, e rosnados.Esteja ciente de que, se ele correr na direção do vento, pode ser um sinal de que ele quer sentir melhor o cheiro do intruso. Quando ele atacar, ele vai morder o topo da sua cabeça e a sua nuca e esmagar a sua medula espinhal com uma patada poderosa. Ataque predatório: são os mesmos do ataque defensivo, com o aumento da gravidade da sua intenção (por exemplo, os ataques de blefe se transformam no urso de pé e tentando golpear ou mordê-lo). Se ele estiver sobre as quatro patas, a agressão ocorrerá quando ele balançar a cabeça de um lado para outro e bater os dentes ao abrir e fechar a boca.
  3. Ataque do urso-beiçudo: os usos-beiçudos se alimentam quase exclusivamente de plantas, por isso, provavelmente, está atacando você para defender seus filhotes ou a si próprio. Ele geralmente vai tentar golpear e morder você, mas provavelmente não terá como alvo a sua cabeça ou seu pescoço.
  4. Ataque do urso polar: Os ursos polares estão geralmente famintos e são perigosos. Já é conhecido há séculos que eles atacam os seres humanos e eles podem perseguir um ser humano por anos. Eles vão te morder na cabeça. Assuma de uma vez que o ataque é predatório e que ele não vai parar de atacá-lo.
  5. Ataque de qualquer espécie de urso no seu acampamento ou pior, na sua barraca: É mais provável que este urso, independentemente da sua espécie, tenha um ataque predatório e você precisa agir rápido para se defender fisicamente. Não aja como uma presa – mantenha a calma e lute com tudo (e todos) na barraca.

  • Se fingir de morto (caso o urso esteja curioso): vc precisa ser o melhor ator do mundo, não respirar por um bom tempo e ficar imóvel para que um urso se desinteresse pelo seu cadáver temporário, assim ele irá embora, mas até lá, coragem é fundamental;
  • Pareça maior do que vc é (caso o ataque seja defesivo): braços pra cima, casaco esticado atrás do corpo, pernas afastadas, urros de fúria (caso o urso seja pequeno) e movimentos laterais, fazendo parecer que vc é um rival grande em relação ao urso;
  • A mochila pode proteger suas costas: é uma proteção a mais caso o ataque venha contra suas costas;
  • Ofusque o urso com uma lanterna ou flash de câmera: isto dará tempo pra vc se afastar e procurar abrigo;
  • Evite movimentos bruscos e nunca corra: se o urso não estava lhe caçando, ele irá, pois o ato de correr é um chamado para a caça;
  • Não se esconda numa tenda ou barraca: o urso irá derrubá-la e matar vc! Procure uma cabana ou um penhasco (com água embaixo, claro), isso irá, ao menos, atrasá-lo;
  • Evite subir em árvores: eles sobrem com grande facilidade, e vc não conseguirá derrubá-lo de lá;
  • Utiliza o spray de pimenta: não é a toa que é chamado de spray de urso, isso deixará o urso bastante atordoado e vc terá tempo de se evadir do local do ataque;
  • Utilize ladeiras contra o urso: tornará mais difícil para ele ficar em pé;
  • Faça ataques laterais: o pescoço dos ursos não gira tão facilmente, assim como os ataques tem menor eficácia horizontalmente;
  • Utiliza paus, pedras, terra, espinhos, chutes (nunca socos): tente acertas os olhos e focinho, suba para locais mais altos onde vc tenha melhor espaço para acertar o rosto do animal;
  • Trilhas atraem ursos: portanto ao caminhar numa trilha, cuidado a cada curva e entroncamento;
  • Afaste a comida de sua barraca: o olfato deles pode levá-los para a porta de seu acampamento, o que pode ser moral.
Bom, essas são algumas dicas que podem ajudar, mas o melhor remédio é a prevenção.
Assistam o filme e treinem as habilidades.
Vamos pra natureza!

Nenhum comentário:

Postar um comentário